Ana Rita Ferreira – Mobility Friends

Conte-nos sobre a experiência de treinamento “eSkills for Volunteers”.

Esta foi, certamente, uma experiência enriquecedora não só devido ao tema interessante e atual, mas especialmente devido ao contato com pessoas de outros países que nos tornaram conscientes de diferentes realidades e contextualizaram seu uso diário de habilidades eletrônicas. É por meio desse contato intercultural que tomamos consciência das disparidades do uso das habilidades eletrônicas e da importância de levar em consideração fatores culturais, além de demográficos, sociais, etc. em nossa comunicação, especialmente nas mídias sociais. Todo mundo de cada país compartilhou um pouco de sua experiência e conhecimento bastante relevante, pois podemos aprender com o sucesso e os erros uns dos outros e usar isso para melhorar exponencialmente o desempenho de nossas próprias organizações.

Qual é a coisa mais importante que aprendeu durante o treinamento?

Para mim, o mais importante foi aprender sobre novas ferramentas e como fazer o melhor uso das ferramentas que já uso, pois isso tem um impacto direto e rápido na eficiência do meu desempenho e, portanto, se traduzirá em uma melhor Desempenho das organizações nas quais estou envolvido.

Na sua opinião, por que as habilidades digitais são importantes para os jovens / voluntários?

Vivemos na era digital. As habilidades eletrônicas tornaram-se vitais não só para a nossa vida profissional, mas também em nossa esfera pessoal e em um mundo tão globalizado é essencial para dominar a tecnologia que nos aproxima e que traz a possibilidade de nossas ações (individuais ou organizadas) Ter um impacto global

No contexto do voluntariado, não só as habilidades electrónicas permitem que as tarefas sejam realizadas de forma mais eficiente e menos dispendiosa (o que é particularmente importante nesta situação), mas também nos permitem promover nossas causas para um universo de potencial muito maior Apoiantes.